Conheça mais sobre as traduções JFA e sua utilidade para as bíblias de estudo

Independentemente da doutrina que você e a sua igreja seguem, se você é protestante e tem uma bíblia, com certeza já ouviu falar na biblia jfa, mesmo que você não saiba muito o que isso significa. Essa sigla remete a João Ferreira de Almeida, primeiro tradutor da Bíblia Sagrada para a língua portuguesa, e é a tradução mais utilizada pelas igrejas protestantes no Brasil e, por isso, acaba servindo de base para outras bíblias, como as bíblias de estudo das mais variadas linhas teológicas.

Aliás, esse é o principal foco desse artigo: as bíblias de estudo. Elas são ferramentas fundamentais para que você possa entender com mais facilidade a bíblia JFA original, que por ter sido traduzida há séculos, tem uma linguagem bastante erudita e ultrapassada, o que dificulta a sua leitura e entendimento por parte dos leitores mais leigos ou que ainda estão iniciando a sua trajetória pelas palavras do Senhor.

biblia jfa

As bíblias de estudo, independente da doutrina teológica, contam com itens que auxiliam na leitura dos textos bíblicos, como as notas de rodapé, introduções, resumos, notas explicativas sobre as passagens e personagens, entre outras coisas, além de utilizar nesses comentários acessórios uma linguagem mais simplificada do que a Bíblia Sagrada original, mas sem deixa-la de lado.

Então, se você faz parte desse público que ainda está ingressando na vida religiosa, uma bíblia de estudo é fundamental para que você consiga acompanhar a verdadeira mensagem que Deus traz para nós. Para escolher a sua bíblia de estudo com esse objetivo, o indicado é que você escolha uma que tenha a mesma doutrina que a sua igreja segue, pois ajudará até mesmo você a compreender melhor as palavras do seu pastor.

Saiba mais sobre investimentos na bolsa de valores

Vamos falar um pouquinho sobre investimento? Aqui falaremos sobre esse assunto, tiraremos algumas dúvidas que são bastante comuns e como você deve começar a investir na Bolsa de Valores. Já adianto que não é um bicho de sete cabeças, é mais fácil do que você imagina. Você só precisa se dedicar e estudar mais sobre esse assunto.

Dentro do investimento, temos uma ferramenta muito importante e é ela quem faz o mercado se movimentar. O Mercado de Ações. É através dele que as empresas disponibilizam as suas ações para venda. E a ações são definidas como partes de uma empresa, onde você pode pegar esse pedacinho e vender. Assim uma empresa pode ser considerada um conjunto de ações. Você se torna sócio quando compra uma parte da empresa, ou seja, uma ação, e se ela lucra e se valoriza você também vai ganhar dinheiro com isso. E existem dois tipos de ações, as ações ordinárias e as ações preferenciais. As ordinárias são aquelas que te dão o direito de votar nas assembleias que acontecem nas empresas e as ações preferenciais não te dão esse direito. Se tiver algum caso de falência, as preferenciais são aquelas que você tem uma chance maior de recuperar o que foi perdido e isso faz com que sejam mais indicadas para pessoas que estão começando a investir agora.

E a Bolsa de Valores? Você sabe o que é? A Bolsa é um lugar onde as pessoas e as empresas passam a ter um contato para vender ou comprar algumas ações. Ela faz com que, tento o vendedor como o comprador, tenham um ambiente seguro e com negociações justas, que seja boa para ambas as partes. É ela que garantirá que você receba o seu dinheiro quando vender uma ação ou recebe a ação que você decidiu comprar.

Investimentos

Depois de muito estudo sobre a Bolsa de Valores, você pode escolher qual é a sua estratégia. Decida o tipo de investidor que mais se encaixa no seu perfil. Tem dois tipos de investidor: Trader e Investidor Sócio. Não sabe a definição de cada um deles? Vamos te explicar direitinho. O Trader é um investidor que quer lucrar com a flutuação dos preços. Isso quer dizer que ele compra as ações quando se encontra em baixa e depois as vendem quando estão em alta. Mas para fazer com que isso seja uma coisa certa, você vai ter que estudar muito para conseguir comprar e vender essas ações no melhor momento. É por isso que devemos sempre nos dedicar. Agora, o investidor sócio é aquele que visa o lucro a longo prazo e esse lucro é por meio de compra de ações de empresas boas no mercado. E como saber se essa empresa vai me gerar bons lucros? Mais uma vez o estudo se encaixa aí. Analisar fatores é uma das coisas mais indicadas. Esse tipo de investimento é o menos arriscado para o investidor. Não quer dizer que seja melhor, isso tudo depende do objetivo que você quer alcançar.

Após a escolha de qual investidor você quer ser você vai precisar abrir uma conta em uma corretora ou em um banco da sua confiança. Por isso você deve pesquisar, saber o que cada um tem a oferecer e, por fim, fazer a sua escolha. Busque sempre ficar por dentro de todo histórico desse lugar, saber se os clientes estão satisfeitos, fazer uma relação entre o atendimento e o custo benefício e ter a garantia de que eles estão ali para fazer um bom trabalho com você. Depois de passar por essas etapas, você deve estudar um pouco mais sobre as ações e escolher a que mais se encaixa com você e que seja a que você esteja procurando para investir.

Fazer um investimento na Bolsa de Valores vai te cobrar muita dedicação e aprender direitinho como o mercado funciona. Você não vai apostar hoje e ficar rico amanhã, isso não existe. Você deve entrar nesse processo tendo na cabeça que ele é lento, mas a longo prazo você pode se tornar um investidor de sucesso se conseguir dominar bem as coisas mais necessárias.

É claro que nem todo mundo consegue ganhar dinheiro com isso, mas tenha certeza de que essas pessoas estão fazendo alguma coisa de errado. Você precisa se doar de fato e ter muito trabalho. Nada vai cair na sua mão em um piscar de olhos, pois é com muito esforço que as coisas começam a dar certo. Respeitar o momento certo do mercado já é meio caminho andado pra isso. Depois de um bom esforço, de obter informações e orientações de quem entender muito bem do assunto, você vai conseguir aproveitar um dos maiores benefícios desse investimento. Lá na frente você vai ver que conseguiu resultados sólidos e que te dão a oportunidade de viver só com isso. E outra curiosidade, que muita gente acha que não pode investir porque não tem dinheiro, é que você pode investir qualquer valor. Isso mesmo. Você não precisa ter um capital muito alto para começar. Também é muito importante que você tenha sua cabeça em ordem. Você não deve tomar decisões precipitadas. Isso pode acabar de vez como seu investimento, pois certamente o mercado não estará do jeito mais adequado. Não queira pagar pra ver. Fazendo isso você vai perder.

Se você quer saber mais sobre investimentos o site Mago do Mercado é especialista nessa área. No próprio site você encontra depoimentos de como conseguir ser um investidor de sucesso. Eles nos mostram tudo que já passaram para chegarem ao lugar que estão. Não foi fácil e já quebraram muito a cara, mas te ensinam a não passar pela mesma coisa. Não é tudo que você investe que vai gerar bons resultados. Investir na Bolsa de Valores é considerado um jogo. Se até no pique esconde a gente perde em um dia e ganha no outro, por que aqui seria diferente, né? Vale a pena separar um tempinho do seu dia para conhecer esse maravilhoso mundo de investimento.

 

 

Por que ter uma Bíblia de Estudo?

Quem me conhece, sabe que eu frequento a igreja há anos e isso fez eu me interessar por leituras de livros sagrados. Comecei a fazer coleção de Bíblias e chegou um momento, hoje em dia, que eu não consigo mais encontrar outros livros que eu ainda não tenha lido. Tem muitos que eu recomendo, mas o que se encontra em primeiro lugar na minha lista dos melhores dos melhores é a Biblia de estudo plenitude. Essa eu ainda não tinha lido e fiquei maravilhada quando achei. Ela é mais indicada para pregadores, estudantes de teologia, líderes de escolas bíblicas e pastores. E se você quer só se aprofundar nesse assunto de escrituras sagradas, também pode mergulhar nesse livro.

O editor geral dessa obra é Jack W. Hayford, um doutor em Teologia, mas ele também teve a ajuda e apoio de mais de 60 nomes muito conceituados nessa área. Isso fez com que a publicação se tornasse muito completa e com recursos que foram desenvolvidos por líderes renomados e respeitados, como, por exemplo, Dinâmica do Reino, que nos oferece 22 temas bíblicos e esses tópicos são debatidos em, mais ou menos, 400 passagens das escrituras sagradas.

Tudo que essa Bíblia nos traz é muito importante e interessante. Ela realmente me surpreendeu bastante. Tem muita coisa boa e que nos oferece uma paz incrível. Indiquei para muitas pessoas e todo mundo amou. É um livro sagrado que nos proporciona algo imensurável, da vontade de ler sempre. Eu termino e já volto para o início. É um ciclo vicioso. É vontade de aprender tudo que se encontra nela. Levar a Palavra de Deus para todos os cantos que eu vou. Pode acreditar que você vai ler tudo bem rápido, até porque é impossível se contentar com poucas folhas. Todo mundo deveria ler. Ela me ajuda nos dias mais difíceis e quando eu acho que nada irá dar certo, a leitura me promove uma paz enorme. Eu consigo dormir bem e tranquila. E por mais que a minha rotina seja bem pesado e cansativa, eu não abro mão dessa leitura. Então, se você acha que não se encontra bem com milhares de coisas que estão acontecendo na sua vida, tanto pessoal quanto profissional, leia a Bíblia. Encontre a Palavra de Deus que irá te mostrar os melhores caminhos a serem tomados.

Quando você tiver a oportunidade de ir ao encontro a Bíblia de estudo Plenitude, você vai começar a entender as coisas da vida. Muita gente julga a Deus, o questiona quando alguma coisa não sai conforme o planejado. Deus quer sempre o melhor para a gente. Deus não quer nos ver sofrer. Então, é muito bom entender que quando alguma coisa não sai do nosso jeito é porque uma outra coisa, bem melhor, irá cruzar os nossos caminhos. E você pode até pensar que os artigos são de difíceis entendimentos, mas não se preocupem, na própria bíblia existe um dicionário que faz qualquer pessoa entender as escrituras que ali tem.

O preço, realmente, não é um dos melhores. Ela custa, em torno, de R$135,00, mas eu consegui um ótimo preço e saiu por R$107,00. Encontrei na livraria El Shaddai e lá eles disponibilizam diversas promoções. Além da forma de pagamento que você pode ver o que fica melhor, seja em cartão de crédito quanto em boleto bancário. Se você não mora em São Paulo, não se preocupe. Ele tem uma loja online e chega na sua casa em menos de uma semana. Então não perca tempo. Vá atrás da sua Bíblia e procure sempre a palavra de Deus.

Marketplaces: Como funcionam?

Quando falamos em marketplace logo lembramos dos grandes exemplos de centros comerciais só que ao contrário dos centros comerciais convencionais o marketplace se trata na realidade de um comércio online. No marketplace temos a presença de vários vendedores em um mesmo local, cada vendedor tem um pequeno espaço dentro do site e é neste espaço que cada um deles expõe os seus produtos e serviços.
Umas das características mais marcantes das marketplaces é a grande variedade tanto de produtos como de marcas dentro do site. Ao contrário do que ocorre na grande maioria dos sites onde só se tem opções de escolha quanto ao produto, dentro da marketplace é possível encontrar o mesmo produtos em diferentes marcas e com vários fornecedores diferentes, desta maneira o cliente consegue ter muito mais autonomia para fazer a opção da sua compra.
Atualmente grandes lojas tanto físicas quanto virtuais já preferem se unir em um formato de marketplace justamente por este tipo de negócio ser muito mais prático e rentável tanto para o vendedor como para o comprador. Porém nem tudo são flores e é preciso ter em mente alguns pontos que fazem toda a diferença na hora de ter ou não uma marketplace.

Para começar vamos listas a partir de agora uma lista com as principais dificuldades que as pessoas enfrentam ao optarem por se unir em um formato de negócio baseado no marketplace.
Equilibrar oferta e a demanda
Este é um dos principais desafios de quem está desejando investir nesta forma de negócio. O que ocorre é que é preciso fazer com que o número de vendedores e compradores seja compatível e cresça de forma equilibrada juntamente com a quantidade de acessos e vendas que determinado site possui. Caso contrário você terá um grande contraste entre estes dois pontos, o que pode vir a acarretar uma série de problemas futuros, que poderiam ser evitados com apenas um bom balanço.
O maior desafio maior é saber administrar tanto as vontades dos compradores quanto as dos vendedores, por exemplo, os vendedores esperam estarem presentes e realizando as suas vendas no local onde tem um número relevante de clientes, para que seus produtos tenham a visibilidade necessária para promover determinada venda de um produto ou serviço. Por outro lado, os clientes desejam utilizar um serviço de um site de compra e venda quanto este tem muita variedade e ofertas que sejam mais interessantes que as dos demais concorrentes. Percebe o ponto de divergência? Por isso é tão difícil para que os marketplaces assim como os e-commerces se estabelecerem no início da sua criação, se por um lado os clientes desejam entrar em sites que tenham muita variedade de produtos, por outro temos os fornecedores dos produtos que preferem se afiliar a sites que tenham já um grande número de acessos.
O grande segredo para ter um empreendimento de sucesso é saber balancear estes dois pontos, dessa forma é necessário balancear para que não haja vendedores demais e nem de mais dentro da marketplaces, tendo como base o número de acessos e de clientes que estão visitando e adquirindo os produtos da marketplace. Assim que você descobre este ponto de equilíbrio fica muito mais simples conseguir dar o impulso inicial que a sua marketplace está precisando para cair nas graças do mercado.

Vender produtos de outras pessoas
Este é o segundo maior desafio que as marketplaces enfrentam, se comercializar um produto que é seu já é muito difícil, pense vender algo feito por outra pessoa. O grande problema é na hora de levar o cliente a comprar o determinado produto. A responsabilidade de atrair tráfego para o marketplace é do dono deste estilo de negócio e não dos vendedores como ocorre nos e-commerces. Dessa forma o criador da marketplace precisa garantir o trafego em seu site para aumentar o número de acessos e consecutivamente de vendas no site online. Porém, apesar do fluxo de pessoas ser da responsabilidade do criador da marketplace, a criação do portfólio de produtos e serviços não é da responsabilidade dele, mas sim de quem usa o portal para realizar as suas vendas. Por isso é fundamental que o criador da marketplace escolha bem os seus fornecedores observando a qualidade dos produtos e a forma como eles são expostos e descritos no website. Vale ressaltar ainda que é preciso tomar muito cuidado para garantir que todos os produtos comprados sejam de uma ótima qualidade, isso vai garantir que os produtos tenham mais saídas.

Selecionar os parceiros
Selecionar os parceiros é um dos passos mais importantes na hora de montar uma marketplace, para que o cliente fique completamente satisfeito é preciso que os produtos oferecidos sejam de boa qualidade e fieis aos anúncios descritos no site. Corresponder e superar as expectativas dos compradores é algo essencial que garante a volta do cliente ao site, assim como uma boa avaliação. Muitos clientes acabam escolhendo entre um site de vendas ao invés de outro justamente por causa das avaliações e das recomendações de outros clientes que já adquiriram determinados produtos dentro da marketplace.
Para garantir que você está optando por um bom parceiro é preciso verificar os produtos de determinado fornecedor antes mesmo de realizar a parceria propriamente dita, para isso você pode por exemplo, observar a reputação da empresa no mercado de negócios e as opiniões de clientes antigos ou que já fizeram determinadas compras no site. Outro detalhe que faz toda a diferença na hora de selecionar os seus parceiros é ficar de olho em quais produtos determinado fornecedor tem mais acesso.
Por exemplo, as vezes uma determinada loja vende vários produtos, porém é a tecnologia o seu ponto mais forte, neste caso, vale a pena trabalhar este certo em determinado dentro da marketplace, com isso os clientes conseguem ter uma especificidade muito maior do que as demais.
Outro detalhe que faz toda a diferença é procurar fornecedores de produtos e ou serviços que tenham produtos diferentes e inovadores para o mercado, quanto mais diferentes forem os produtos melhor será para comercializa-los.
Entenda a responsabilidade do vendedor
Outro detalhe muito importante para garantir o sucesso da sua marketplace é saber definir bem quais são as responsabilidades do vendedor. Por exemplo, é preciso que você saiba o que cabe ao criador da marketplace, ao vendedor e ao comprador, se você não souber exatamente qual função, obrigação e dever de cada uma dessas partes, é muito provável que ocorram uma serie de infortúnios que podem prejudicar a estabilidade do seu negócio e com isso gerar uma crise logo nos primeiros momentos de sua atuação no mercado de compra e venda dentro de websites.
Para começar é preciso saber que existe uma classificação especial para os negócios que trabalham com a presença de um intermediário financeiro, é por meio deste que a marketplace consegue realizar todas as suas vendas. A marketplace tem a responsabilidade de fazer a emissão da nota fiscal para o vendedor, e nesta nota já deve ser contabilizado o valor percentual cobrado na venda, já com todas as taxas inclusas nesta nota e é da máxima importância deixar especificado de forma literal na nota a referência de cada valor, tanto a respeito da venda de determinado produto, quanto das taxas que vierem a ser cobrados.
Tenha uma política própria bem definida
Quando falamos em política própria estamos nos referindo a criar um regulamento próprio onde se esteja descrito todas as normas, deveres e obrigações tanto da marketplace, relacionado tudo o que ela se compromete a realizar dentro do período do contrato com os seus parceiros, quanto dos compradores, que devem especificar as suas obrigações. Isso é necessário para que o seu marketplace tenha sucesso e que você consiga ter um controle muito maior sobre os seus parceiros e evitar equívocos ocasionados por falta de informações no futuro. Lembre-se a marketplace é uma intermediadora financeira, portanto ela deve deixar clara as suas políticas de comissionamento, tanto no valor do produto quanto na taxa que será cobrado dos clientes.
Base de concorrência
A base de concorrência é outro ponto que não podemos deixar de lado neste momento, isso porque a concorrência vai fazer com que a sua marketplace se destaque das demais, você precisa ter em mente que o seu cliente não quer ter mais do mesmo, o que ele quer a realidade são opções de escolha. Essa autonomia faz toda a diferença na hora de um cliente optar por um ou outro site online. E é justamente ai que está o pulo do gato, pense bem e se coloque no lugar do seu cliente, você prefere entrar em um aloja virtual que possua vários produtos, de diversas marcas e com muitas opções de escolha ou entrar em uma outra onde se tem poucas opções de escolha? Creio que a resposta é óbvia. Por isso é muito importante garantir a concorrência dentro da sua marketplace. O primeiro passo para conseguir isto é conversando com seus clientes, eles são a sua fonte de renda e de informação, então nada mais justo e prático do que perguntar diretamente a fonte quais são os seus desejos, ninguém melhor do que eles vai poder te guiar para qual mercado seguir e principalmente te mostrar o que está faltando dentro da sua marketplace.
Conversando com seus clientes você vai descobrir de uma forma muito mais segura a como conseguir melhores produtos, preços muito mais atrativos e muito mais variedade para o seu negócio.
Mantenha contato com seus clientes:
Como falamos anteriormente os seus clientes devem ser a sua base para a colheita de informações acerca da sua marketplace contudo sabemos que manter esse contato é algo difícil, ainda mais para as marketplace que são relativamente novas no mercado. Por isso existem algumas técnicas que ajudam neste primeiro contato, por exemplo, trabalhe com o sistema de recompensas.
O primeiro passo é colher a forma de comunicação que você vai utilizar, a melhor delas é sem dúvida alguma o e-mail, porém fazer com que um cliente te forneça o e-mail não é uma tarefa simples e mais difícil ainda é fazer com que ele te responda.
Mas vamos primeiro pensar em como conseguir este e-mail para poder manter o contato direto com seu cliente. O primeiro passo é oferecer uma recompensa para quem fornece o e-mail, por exemplo, ofereça ofertas exclusivas ou cupons de desconto. Isso vai garantir a atenção do cliente para este campo e por consequência você terá muito mais chances de conseguir o contato.
Depois que conseguir captar o e-mail é preciso que você monte uma lista de e-mail com todos dos dados que você conseguiu, para garantir que seus e-mail serão abertos o ideal é que você faça um perfil para cada tipo de cliente com base nos itens que ele procurou ou procura em seu site. Por exemplo, se uma pessoa entrou em sua marketplace procurando por produtos de beleza o ideal é que no e-mail que você for mandar para este cliente contenham informações sobre este nicho. Faça isso com pelo menos 5 perfis diferentes, dessa forma fica muito mais fácil garantir que a pessoa tenha interesse em voltar para o seu site.
Agora para manter um contato com o seu cliente com o objetivo de fazer com que ele te forneça informações sobre as opiniões dele acerca da sua marketplace é um pouco mais complicado. Isso porque grande parte da população não vê uma vantagem em te fornecer este tipo de dado, por isso ofereça uma recompensa por exemplo, mande e-mails com cupons de desconto para aqueles que responderem a sua pesquisa de satisfação. Lance questionários de satisfação assim que o produto vendido chegar nas mãos do cliente final, assim você mostra para o seu cliente que se preocupa com os interesses dele e com tudo que ele deseja.
Quanto mais dedicação você tiver para garantir o melhor serviço para os seus clientes, assim como a presença de produtos com grande variedade e sobretudo qualidade, maiores serão as suas chances de garantir o sucesso para a sua marketplace.
Essas são algumas das nossas dicas para garantir o sucesso do seu negócio, no mais te desejamos uma boa sorte e muito sucesso no mercado.